Saiba como reduzir sinistralidade da empresa

março 28, 2018 / Benefícios

Plano de saúde é um dos benefícios mais valorizados pelos trabalhadores brasileiros, podendo ser inclusive fator decisivo na hora de aceitar uma proposta de emprego, de acordo com pesquisa do IBOPE Inteligência. Por isso, mesmo em tempos de crise as empresas continuam investindo no plano de saúde.

O problema é quando não existe nenhum planejamento em relação à saúde ocupacional, gerando altos custos ao empregador. No artigo de hoje vamos falar sobre como reduzir sinistralidade a partir de estratégias e ações internas da empresa. Confira!

O que é sinistralidade?

Cada vez que o segurado realiza uma consulta, faz um exame médico ou procedimento cirúrgico aciona o plano de saúde, gerando um sinistro. Os sinistros representam um custo médico hospitalar.

Assim, sinistralidade é a relação entre os sinistros do contrato analisado e o prêmio, que é a receita da operadora. O índice de sinistralidade é medido em porcentagem e pode ser calculado da seguinte forma:

Sinistralidade (%) = (Sinistro/ Prêmio) X 100

A operadora do plano de saúde estipula um percentual de sinistralidade que considera aceitável e quando o percentual obtido fica acima do determinado pela operadora, significa que os custos para a manutenção do plano de saúde estão extrapolando a sua receita. Normalmente o valor considerado aceitável é de 70%.

Quando existe um desequilíbrio financeiro, torna-se necessário um reajuste com a elevação dos valores pagos pela empresa para manter o equilíbrio do contrato.

Quais as principais variáveis que afetam a sinistralidade?

Entre os principais fatores que afetam a sinistralidade está a frequência de realização de consultas, exames, internações e cirurgias. Quando realizadas em frequência acima da média, podem aumentar o valor do sinistro.

Outro fator que afeta a sinistralidade são as chamadas catástrofes. São os casos de alto custo, geralmente resultantes de acidentes graves, internações de longa permanência e pacientes terminais.

Quais são os principais pontos de ataque?

Tendo em vista as variáveis que afetam a sinistralidade, vamos falar agora sobre os pontos que devem ser foco de ações na empresa para redução do índice.

O sedentarismo pode desencadear diversas doenças, entre elas a hipertensão e a obesidade. Por isso, agir contra o sedentarismo evita que os trabalhadores adoeçam futuramente e precisem de mais cuidados.

Os usuários do plano de saúde também devem ser orientados. Medidas preventivas como fazer check up uma vez ao ano, agendar consultas com especialistas para evitar urgências na rede hospitalar, entre outras contribuem para reduzir a sinistralidade.

Boas práticas, como guardar exames que podem ser solicitados novamente por pelo menos 1 ano, também devem ser destacadas.

Quais ações internas da empresa ajudam a diminuir a sinistralidade?

Pensando nos pontos de ataque que acabamos de citar, existem ações internas que agem sobre eles e que a sua empresa pode adotar para diminuir o índice de sinistralidade.

O foco é em ações preventivas, uma vez que ações com este caráter tendem a engajar mais os trabalhadores e são melhores do que a necessidade de atendimento médico hospitalar emergencial.

Programas de gestão de crônicos

Mapear e dividir os colaboradores por grupos de enfermidade ou de risco à saúde, como o de hipertensos ou o de diabéticos, ajuda a criar uma rotina de acompanhamento dessas pessoas e a prevenir problemas maiores.

Os trabalhadores com quadro de hipertensão podem ter sua pressão arterial medida com uma frequência regular, por exemplo. Já os diabéticos podem ser orientados sobre uma dieta diferenciada.

Com um programa de gestão de crônicos, a gestão da saúde de sua equipe é feita de acordo com as necessidades específicas, prevenindo tratamentos mais custosos.

Programa de acompanhamento e orientação a gestantes

Quando se observa que os maiores gastos estão sendo com o grupo de gestantes, é necessário um programa de acompanhamento e orientação para elas. O programa pode envolver enfermeiras obstétricas, que acompanharão desde o início da gravidez, fornecendo orientações no dia a dia, até o período final da gestação.

Programa de cuidados com o idoso

A população brasileira está envelhecendo mais, de forma que surgem novas necessidades de investimentos para lidar com a saúde dos trabalhadores. Incentivo à vacinação, estímulo à prática de atividades físicas e orientações sobre alimentação saudável são algumas das ações que as empresas podem implementar.

Estímulo de hábitos saudáveis

Hábitos de vida saudáveis evitam a ocorrência de problemas de saúde. Por isso, a empresa deve incentivar a prática de atividade física e a boa alimentação.

A ginástica laboral no ambiente de trabalho, além de despertar o interesse pelos exercícios, previne contra lesões por esforços repetitivos e combate a má postura e o sedentarismo. Em relação à alimentação, ofereça pratos saudáveis no refeitório ou indique os restaurantes próximos que tenham esta proposta no cardápio.

Todas essas medidas, quando aliadas a consultas médicas regulares, reduzem a sinistralidade e também melhoram a motivação e o engajamento com colaboradores mais saudáveis e bem dispostos.

De que maneira a Macro Plataforma ajuda na redução de sinistralidade de uma empresa?

Em levantamento realizado pela Mencer Marsh em parceria com o Instituto Hero, foram avaliados programas de saúde e bem-estar de 58 grandes empresas do Brasil e foi verificado que as empresas investem pouco em saúde. Apenas 31% das empresas participantes possuem um plano formal e de longo prazo para os programas de saúde e bem-estar.

Muitas organizações falham em conseguir manter todas essas estratégias preventivas a longo prazo, por isso é importante contar com a expertise de uma empresa da área. A Macro Plataforma ajuda o seu negócio por meio de parcerias com operadoras e da disponibilização de seus profissionais para participar de programas de prevenção, com Screening de saúde e palestras.

O Screening de saúde é o mapeamento do Perfil de Saúde Populacional, com o objetivo de proporcionar aos participantes a oportunidade de identificar o seu risco de saúde e adequar seu estilo de vida, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida, além de auxiliar empresas e operadoras de saúde a direcionar seus investimentos em promoção e gestão em saúde de forma mais assertiva.

Como vimos, é possível reduzir a sinistralidade do plano de saúde com orientações e planos de prevenção. Além do benefício da diminuição dos custos, são medidas que tendem a melhorar a saúde dos seus colaboradores, gerando diversos impactos positivos em toda a empresa.

Agora que você sabe como reduzir sinistralidade, entre em contato conosco para conhecer os produtos que oferecemos e que vão te auxiliar nesse desafio.

Facebook Comments

Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.